ÓLEO ESSENCIAL DE GRAPEFRUIT COMO AUXILIAR NO CONTROLE DA HIPERTENSÃO – #REPOSTLASZLO

O grapefruit (Citrus grandis), também conhecido como toranja, é uma fruta híbrida, muito parecida com a laranja, diferenciando-se por sua polpa de coloração avermelhada.

O óleo essencial da planta é extraído através da casca, por prensagem a frio. Possui um aroma cítrico e amargo muito peculiar, que lhe confere um “frescor picante”, diferenciando-o de outros aromas cítricos como o da laranja e o limão.
Seus principais constituintes compreendem 90% de monoterpenos, componentes regeneradores, fungicidas e lipolíticos (redução de gordura). Destaca-se por suas atuações como antisséptico, adstringente, depurativo, bactericida, digestivo e tônico.

No campo emocional é um poderoso purificador do corpo mental. Auxilia o discernimento, instigando pensamentos mais claros e silenciando o fluxo excessivo de pensamentos. Auxilia pessoas que sofram de transtorno bipolar e também ameniza níveis elevados de estresse.

Um estudo realizado em 2005 no Japão, concluiu que o limoneno, principal componente do óleo essencial de grapefruit e da laranja, é capaz de atuar na neurotransmissão do sistema nervoso autônomo, área que atua no controle dos vasos sanguíneos e auxilia a reduzir a pressão arterial.

O estudo foi realizado com roedores, in vivo, por meio da estimulação olfativa, com inalação de óleo de grapefruit 1% em algodão durante dez minutos, com medições basais realizadas a cada 5 minutos durante uma hora e meia.

Imediatamente após a inalação, notou-se influências no sistema nervoso parassimpático, onde o óleo reduz suas atividades, controlando-as e consequentemente, favorecendo a regulação da pressão sanguínea.

Os efeitos aumentaram gradualmente, atingindo 62.8 ± 4.7% de atuação aos 90 min após a inalação do óleo essencial. Acompanhe nos comentários tabela comparativa dos resultados.

O estudo japonês avaliou que, quando testado nos roedores, o estímulo olfativo com o óleo essencial de grapefruit afetou o sistema nervoso autônomo, simpático e parassimpático, auxiliando o equilíbrio e a restauração de suas funções. Também observou-se a melhora de lesões no córtex cerebral, após a inalação do óleo. Os resultados sugerem que o d-limoneno, componente majoritário do óleo essencial de grapefruit e do óleo essencial de laranja, é responsável pelos efeitos positivos no estudo, não só é capaz de evocar respostas na neutransmissão do sistema nervoso, como também pode reagir diretamente, de modo positivo, na própria corrente sanguínea. Desta forma pode auxiliar nos tratamentos de hipertensão, problema que atualmente afeta milhares de pessoas em todo o mundo.

Ambos os óleos de grapefruit ou laranja possuem cerca de 90% de d-limoneno, apresentando, portanto, efeitos similares. No caso da laranja, tanto a amarga, quanto as doces, possuem teores iguais de d-limoneno, não fazendo, diferença em qual escolher para uso. Também, no caso do grapefruit, não há diferença do teor de d-limoneno conforme a cor da polpa da fruta (rosa ou branca).

Ficou curioso para conhecer mais das propriedades terapêuticas deste óleo essencial?

Adquira nossos produtos em qualquer revenda Laszlo ou em nossa loja virtual: www.lojabemtevi.com.br

REFERÊNCIAS: OLFACTORY STIMULATION WITH SCENT OF ESSENTIAL OIL OF GRAPEFRUIT AFFECTS AUTONOMIC NEUROTRANSMISSION AND BLOOD PRESSURE – BRAIN RESEARCH 1058 (2005) 44 – 55

https://www.facebook.com/laszlobrasil/posts/%C3%B3leo-essencial-de-grapefruit-e-laranja-como-auxiliar-no-controle-da-hipertens%C3%A3oo/1775830699154534/

Deixe uma resposta